Uma Breve História do Bitcoin e das Criptomoedas

No ano de 2009, o Bitcoin emergiu como a primeira criptomoeda. Muita coisa aconteceu desde aquele dia – vamos dar uma olhada na história da criptomoeda para entender as mudanças importantes que ela catalisou.

⏳ Ponto de partida da história do Bitcoin ⏳

A ideia de ter uma moeda digital não é nova. Antes das criptomoedas, muitas tentativas de criar uma aconteceram. O principal problema que a maioria delas enfrentava era o problema do gasto duplo. Um ativo digital, de alguma forma, precisa ser utilizável apenas uma vez para evitar a cópia e a falsificação.

Mais de 10 anos antes das criptomoedas, o conceito foi introduzido pelo engenheiro de computação Wei Dai. Em 1998, ele publicou um artigo onde discutia “B-money”. Ele discutiu a ideia de uma moeda digital, que poderia ser enviada junto com um grupo de pseudônimos digitais não rastreáveis. No mesmo ano, outra tentativa com o nome de Bit Gold foi elaborada pelo pioneiro da blockchain Nick Szabo. O Bit Gold também procurou criar uma moeda digital descentralizada. A ideia de Szabo foi estimulada por ineficiências no sistema financeiro tradicional, como exigir metal para criar moedas e reduzir a quantidade de confiança necessária para criar transações. Embora ambos nunca tenham sido lançados oficialmente, eles fizeram parte da inspiração por trás do Bitcoin.

⏳ O nascimento do Bitcoin, a primeira criptomoeda⏳

Satoshi Nakamoto publicou o white paper chamado Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System, descrevendo a funcionalidade da rede blockchain Bitcoin. Este dia na história do Bitcoin abriu o caminho para os eventos que se seguiram.

Quatro meses depois, Satoshi Nakamoto, cuja verdadeira identidade permanece um mistério até hoje, extraiu o primeiro bloco da rede Bitcoin, pilotando efetivamente a tecnologia blockchain. O primeiro bloco minerado também é conhecido como Bloco Gênesis.

A primeira compra registrada de mercadorias foi feita com Bitcoin quando Laszlo Hanyecz comprou duas pizzas por 10.000 BTC. Este dia ainda é comemorado até hoje como o Bitcoin Pizza Day.

⏳ O início de um mercado de criptomoedas⏳

Após o nascimento do Bitcoin como a primeira criptomoeda, soluções tiveram que ser encontradas para negociá-lo. Em março de 2010, a primeira corretora de criptomoedas apareceu com o nome de bitcoinmarket.com (agora extinta). Em julho daquele ano, a Mt.Gox também foi lançado.

De 2011 a 2013, o Bitcoin conseguiu atingir a paridade com o dólar americano em fevereiro. Durante este ano, surgiram algumas criptomoedas rivais: em maio de 2013, o mercado de criptomoedas contava com 10 ativos digitais, incluindo Litecoin. Outro grande ativo criptográfico ingressou em agosto com o nome do XRP (Ripple).

⚠ O Desastre da Mt. Gox ⚠

À medida que o valor do Bitcoin crescia, os primeiros hacks se seguiram. Em junho de 2011, a Mt.Gox foi hackeado pela primeira vez: 2.000 BTC foram roubados, com um valor de cerca de $ 30.000 na época.

A Mt.Gox se tornou a maior exchange de criptomoedas em 2013, em seu pico, lidando com 70% de todas as transações de Bitcoin.

Infelizmente, em 2014, a Mt.Gox foi alvo do primeiro grande hack de corretoras de criptomoedas, tendo 850.000 BTC roubados dela. Este é o maior roubo de BTC na história do Bitcoin, que foi avaliado em $ 460.000.000 na época (valor atual em torno de $ 9,5 bilhões).

Após essa situação sem precedentes, o preço do Bitcoin despencou 50% e não recuperou seu valor inicial até o final de 2016. Os hacks de corretoras de criptomoedas permaneceram sempre presentes desde então, embora raramente do calibre da Mt.Gox.

Felizmente, agora você pode, não só comprar BTC com segurança, mas também enviar, receber e trocar em sua carteira Bitcoin.

⚖ Ethereum e a introdução dos tokens ERC-20 ⚖

Em 30 de julho de 2015, a rede Ethereum foi lançada. Atualmente o segundo criptoativo em termos de capitalização de mercado, trouxe contratos inteligentes e, eventualmente, descentralizou as finanças para o mundo das criptomoedas. Isso permite que o blockchain Ethereum execute todo um ecossistema em seu blockchain, além de hospedar sua própria moeda nativa: Ether (ETH). A menor unidade de Ether também é conhecida como Wei (0,000.000.000.000.000.001 ETH). Se você quiser saber mais sobre o Ethereum, aqui está um artigo que explica tudo o que você precisa saber sobre o Ethereum, a segunda maior criptomoeda.

Criptomoedas que não possuem seu próprio blockchain dedicado, mas usam o blockchain de outro ativo criptográfico são conhecidas como tokens. Os que estão na rede Ethereum são chamados de tokens ERC-20. O primeiro token ERC foi lançado em 2015. Esse era o criptoativo conhecido como Augur. Desde aquele dia, uma infinidade de tokens foi criada na blockchain Ethereum. Atualmente, existem mais de 200.000 tokens ERC, o que significa que existe um enorme ecossistema de criptomoedas rodando em um único blockchain.

⚖ A partir daí ⚖

O mundo das criptomoedas não parou desde então. Os preços atingiram uma alta histórica na história do bitcoin em janeiro de 2018 e muitos novos criptoativos se juntaram desde então, incluindo EOS (julho de 2017), Tron (setembro de 2017) e Cardano (outubro de 2017). O mercado de criptomoedas atualmente hospeda mais de 2.000 moedas digitais e ainda está em expansão.

Na verdade, é fácil ver como as criptomoedas estão lenta, mas seguramente se tornando globais. A tendência crescente em torno da criptografia levou a cada vez mais aceitação e casos de uso. Hoje, até mesmo a criação de uma Moeda Digital do Banco Central (CBDC) está em andamento e grandes empresas mostram um interesse crescente em blockchain e criptomoedas investindo nelas. Obviamente, esses tipos de eventos alimentarão uma rápida expansão do mercado.

Os ativos criptográficos continuaram igualmente a ganhar popularidade a um ponto em que a adoção se tornou mais importante e mais presente. A quantidade de caixas eletrônicos Bitcoin continuou a aumentar, mais lojas começaram a aceitar criptomoedas como forma de pagamento, ativos criptográficos estão sendo usados como forma de arrecadação de fundos e você pode até viajar pelo mundo com criptomoedas!

Esta lista está se expandindo em um ritmo acelerado, exatamente como os preços das criptomoedas dispararam. Não se esqueça que há três anos, o preço do BTC estava abaixo de 1000 USD!

⌛ O mundo emergente do DeFi ⌛

Com as criptomoedas, você pode “ser seu próprio banco” – você é o único no controle de seus ativos digitais e o único encarregado de manter a segurança.

As hardware wallets ajuda a proteger seus valiosos ativos criptográficos, fornecendo uma solução segura que mantém o acesso às suas criptomoedas offline e fora do alcance de hackers.

Fonte: ledger.com

Compartilhe este artigo nas redes sociais

Veja outras categorias

Artigos relacionados

Reviews

Comparativo das Carteiras Trezor

As carteiras de hardware Trezor são dispositivos altamente seguros para o armazenamento de criptomoedas, desenvolvidas pela SatoshiLabs.

Este artigo é um comparativo entre os modelos Trezor Safe 3, Trezor

Leia mais