Como funcionam as transações de Bitcoin?

O que é uma transação?

Uma transação é uma transferência de valores em Bitcoin na blockchain. Em termos muito simples, uma transação é quando o participante A dá uma quantidade designada de Bitcoin que possui ao participante B.

Como funciona?

Bitcoin faz uso de criptografia de chave pública para garantir a integridade das transações criadas na rede. Para transferir Bitcoin, cada participante tem pares de chaves públicas e chaves privadas que controlam pedaços de bitcoin que possuem. Uma chave pública é uma série de letras e números que um usuário deve compartilhar para receber fundos. Por outro lado, uma chave privada deve ser mantida em segredo, pois autoriza o gasto de quaisquer fundos recebidos pela chave pública associada.

Key Fact: Both addresses and public keys can be used to receive bitcoin, but addresses are prefered for security and brevity.

Os termos endereço e chave pública são frequentemente usados de forma intercambiável. Um endereço é uma representação de uma chave pública, usada para segurança e brevidade.

Usando a chave privada associada ao seu bitcoin, um usuário pode assinar transações e, assim, transferir o valor para um novo proprietário. A transação é então transmitida para a rede para ser incluída no blockchain.

Warning: anyone who possesses your private keys has access to your bitcoin.

Qualquer pessoa que possua suas chaves privadas tem acesso ao seu bitcoin.

Visão geral de uma transação Bitcoin

Para ilustrar melhor como o valor é transferido na rede Bitcoin, vamos percorrer um exemplo de transação, onde Alice envia 0,05 bitcoin para Bob.
 
Em certo nível, uma transação tem três partes principais:
 
  1. Entradas (Inputs). O endereço bitcoin que contém o bitcoin que Alice deseja enviar. Para ser mais preciso, é o endereço do qual Alice já havia recebido bitcoin e agora está querendo gastar.
  2. Saídas (Outputs). A chave pública ou endereço bitcoin de Bob.
  3. Quantidades (Amounts). A quantidade de bitcoin que Alice deseja enviar.

Key Fact: Both addresses and public keys can be used to receive bitcoin, but addresses are prefered for security and brevity.

Uma transação pode conter várias entradas e saídas. Desde que cada saída tenha um valor associado e os valores de entrada totalizem mais do que os valores de saída, a transação é válida.

Para que Alice envie 0,05 bitcoins para Bob, ela assina uma mensagem com os detalhes da transação usando sua chave privada. A mensagem contém a entrada, saída e quantidade conforme descrito acima. A transação é então transmitida para o resto da rede Bitcoin, onde os nós verificam se a chave privada de Alice é capaz de acessar as entradas (verificando se a chave privada de Alice corresponde à chave pública que ela afirma possuir).
 
Depois a transação é transmitida para um nó, esse nó a passa pela rede até chegar a um nó de mineração. Os mineradores então ordenarão essa transação no que é chamado de modelo de bloco. Este é um modelo para o bloco que o minerador está tentando adicionar ao blockchain. Se um minerador encontrar o próximo bloco na cadeia, esse modelo de bloco será extraído e se tornará um bloco imutável no blockchain. Por fim, esse bloco é transmitido para os nós da rede que o incluirão em sua cópia da cadeia.
 

Taxas de transação

Os usuários do Bitcoin podem controlar a rapidez com que suas transações são processadas definindo a taxa de taxa. Quanto maior a taxa, mais rápido a transação será processada.
 
Cada bloco no blockchain pode conter apenas 1 MB de informações. Como o espaço é limitado, um número limitado de transações pode ser incluído em cada bloco. Os mineradores recebem um subsídio em bloco (bitcoin recém-criado) e taxas de transação para ordenar transações em blocos. Isso significa que eles são incentivados a priorizar a transação com as taxas mais altas. Durante períodos de alto congestionamento de rede, onde um grande número de usuários deseja realizar transações, as transações com as taxas mais altas têm maior probabilidade de serem incluídas no próximo bloco.
 

Fonte: river.com